Blog

Rumo à faculdade: Como escolher uma profissão em 2021?

Publicado em 08/02/2021

Para muitos estudantes, o ano de 2021 ficará marcado como o encerramento de um ciclo muito importante: a conclusão do ensino do médio. Mas isso não significa o fim dos estudos. Pelo contrário, é chegada a hora de se dedicar para ingressar na tão sonhada faculdade.

O caminho para o vestibular é bastante longo. Sim, é preciso se dedicar, pesquisar e passar horas estudando. Alguns estudantes optam por ingressar em cursos preparatórios, outros desenvolvem suas próprias metodologias, deixam de lado algumas horas de lazer e mergulham de cabeça nos livros. Mas todos precisam refletir e responder a algumas perguntas extremamente importantes para a trajetória acadêmica: Qual curso escolher? Qual profissão seguir?

Para Ana Kuller, especialista de educação do Senac São Paulo, estamos passando por um momento de intensas e rápidas transformações no mundo trabalho por conta da intensificação do desenvolvimento e dos avanços tecnológicos que geram impactos importantes no futuro do trabalho.

Segundo a especialista, a automação irá impactar todas as nossas atividades e transformar as profissões, tarefas e habilidades. Algumas atividades e profissões vão desaparecer por serem automatizadas, outras vão ser intensamente modificadas. “Passaremos a observar, cada vez mais, uma divisão de trabalho entre humanos, máquinas e algoritmos e isso demandará novas capacidades”, afirma.

Confira algumas recomendações importantes e essenciais para uma escolha consciente:

Como escolher?

Para qualquer escolha profissional, é essencial buscar informações e refletir considerando três grandes dimensões: autoconhecimento (habilidades, interesses, preferências e planos  pessoais ou profissionais),  influências familiares e sociais (para que a escolha não seja feita em função destas influências, mas que leve em conta uma análise e tomada de decisão consciente) e, claro, informação profissional (necessária para conhecer efetivamente qual a atuação de cada profissão, o ambiente, as atribuições, os desafios, a remuneração, as perspectivas de crescimento, entre outros aspectos).

Informações sobre as profissões e sobre o mercado de trabalho podem ser obtidas por meio de buscas na internet em guias especializados, visitas a instituições de ensino, conversas com profissionais, entre outros.

É importante ficar atento ao surgimento de novas profissões?

Sim. É importante acompanhar as tendências de futuro das profissões, mas isso por si só não é suficiente. Considerando a velocidade com a qual o mundo do trabalho se transforma, o ideal é ser intencional na escolha, considerando suas habilidades e interesses, o cenário atual e uma visão de futuro, tendo clareza de que é fundamental desenvolver as habilidades transversais requeridas pelo campo profissional, de que será necessário continuar aprendendo ao longo de toda a vida e que as carreiras atualmente têm menos características de linhas retas, mas que apresentam bifurcações e sobreposições, sendo necessário estar atento a oportunidades e necessidades que surgirão ao longo do tempo.

Quais as profissões do futuro?

Todas as atividades que envolvem análises não rotineiras tendem a ser mais demandadas no contexto atual. A área da tecnologia com certeza desponta como um campo promissor, uma vez que o desenvolvimento tecnológico exponencial que vivenciamos e que é transversal a todas as áreas, gera alta demanda por profissionais. Assim, as áreas como inteligência artificial, big data, transformação digital, segurança da informação, cloud computing, desenvolvimento de produtos, programação e engenharia da computação estão em alta.

Além do setor da tecnologia, despontam outros campos profissionais promissores, tais como os relacionados à economia verde e os que dão suporte à interação humana, tais como aqueles relacionados à economia do cuidado, ao marketing, às vendas e à produção de conteúdo. Profissões na área da saúde e de bem-estar e aquelas voltadas ao desenvolvimento e aprendizagem também apresentam crescimento da demanda, assim como as voltadas ao marketing digital.

Cabe destacar, no entanto, que além da escolha de um campo profissional com potencial de alta demanda, para um futuro promissor não se pode descuidar de habilidades que têm sido demandadas de todos os profissionais (não importando o setor de atuação), são as chamadas habilidades ou competências transversais que, de fato, têm funcionado como definidor de sucesso. Além dos conhecimentos técnicos da área escolhida, é importante desenvolver habilidades voltadas à comunicação e à comunicação digital, trabalho em equipe, negociação e influência, liderança, flexibilidade e adaptabilidade, criatividade e resolução de problemas.

Consultoria de Ana Kuller, especialista de educação do Senac São Paulo.

 

Mais posts